Recebi um telefonema do Senhor Gilmar Delmiro, quando deu-me algumas explicações. Dizia-me ele que:

– Era funcionário da Empresa Águia Branca, que não era proprietário da pousada onde estava sendo instalada a nova sede do SAMU, que a empresa estava colaborando na reforma das instalações da mesma, para que o SAMU liberasse o imóvel da empresa. Disse-me ainda que não estava sumido, só não está mais participando da vida política. Pediu que retirasse sua foto da postagem, o que vou fazer em reconhecimento, a atenção das explicações.