WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 21/jul/2012 . 19:36

CAIU A DITADURA ECLESIÁSTICA NA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ILHÉUS.

Igreja Assembleia de Deus, em Ilhéus, na Avenida Canavieiras.

O Presidente da CEADEB (Convenção Estadual das Assembleias de Deus da Bahia),  Pastor Valdomiro Pereira da Silva, logo que ficou sabendo da decisão do pastor Hugo Noival,  Presidente da Assembleia de Deus em Ilhéus, veio à cidade e convocou uma reunião em carater de urgência, com todos os Pastores, Presbíteros,  Diáconos e lideranças politicas para desfazer o ato infeliz de Hugo Noival, onde o mesmo teria loteado as 60 congregações do campo, em grupos de 3 para cada candidato da Igreja, Carlos Morais, Rui Carteiro e Huda, ficarem com 20 igrejas e determinando que os pastores locais não permitissem a entrada de outros candidatos nas respectivas igrejas inclusive que só a candidata a prefeita pelo PT Carmelita tivesse acesso.

Agora Jabes Ribeiro, por quem os evangélicos nutrem carinho e respeito, e Jorge Luis do PSOL, vão ter o direito democrático de acesso aos templos.

O lider estadual ao saber do ocorrido logo cuidou de desfazer o ato infeliz do Hugo e deixando como não poderia ser diferente, as portas das igrejas abertas para todos os candidatos a vereador e Prefeito indepedente do credo religioso. Na oportunidade o pastor Valdomiro, ainda  deixou claro que a igreja terá apenas um candidato.

A irmã Ângela deu o famoso ‘neco’, né comigo não.

EIKE BATISTA, O SORTUDO BEM NASCIDO.

QUEM FOI NANINHA !!!

Lembro-me, num passado não muito remoto, que o PT de Ilhéus, num perrengue de dar dó, pegava caixas de papelão no comércio para recortar as estrelas e pintar de vermelho, e emendava ráfia e barbante para pendurá-las, lembram?

Pois é, nesse ano de 2012 vai botar na rua uma campanha milionária.

Sinais dos tempos !!!

ESPAÇO DO LEITOR – A BAHIA SÃO VÁRIAS.

A BAHIA SÃO VÁRIAS

José Cândido Oliveira Silva (* )

Sinto tomado por um misto de tristeza e indignação e, ao mesmo tempo, estimulado e desafiado a penetrar num campo polêmico para abordar a nossa identidade cultural, pois o que vem sendo apresentado como cultura da Bahia me incomoda. Sei que há especialistas, respeitáveis conhecedores deste tema, que o conhecem com maior embasamento técnico-científico do que eu. Mas, enquanto suas manifestações não chegam ao destino ou não são atendidas, estou aqui também, como simples cidadão, fazendo a minha parte. Não tenho ligação com nenhum partido político e sinto-me totalmente à vontade para expressar a minha indignação e opinião sobre um dos mais importantes elementos de formação de um povo: a sua identidade cultural.

Anos atrás, quando uma pessoa do interior pretendia ir à Salvador, capital do Estado da Bahia, dizia: “eu vou à Bahia”. Era um evento de muita importância, quase uma aventura, que somente alguns podiam fazê-lo. Uma viagem para um lugar distante, de muitas novidades, encantamentos e quase imaginário. Um mergulho no mundo civilizado.

Por ser a capital do Estado, Salvador certamente, naquela época, gozava de muitos desses atributos, ao contrário do interior longínquo, desprotegido, rústico e inóspito. Esta dualidade, que perdurou por bom tempo, hoje não existe mais. As estradas, telefone e principalmente a internet colocaram o interior no contexto globalizado, interagindo com a capital do Estado e com o mundo. Não se diz mais que “vai à Bahia” quando deseja viajar para a capital do Estado. Simplesmente se diz que vai a Salvador. O mundo mudou muito, para melhor. :: LEIA MAIS »

EXPLODE CORAÇÃO – D.R. POLÍTICA RESOLVIDA.

Fiquei sabendo que ontem, no lançamento da candidatura de Gilmar Sodré novamente à vereança.

Presentes Carmelita, Ednei, e o Prefeito Newton Lima abençoando a aliança.

Parece que decidiram deixar de esconder o homem. Quem tiver foto do auspicioso evento, mande para publicação, por enquanto vai a música, para festejar.

AGRICULTORES PREMIADOS NO DIA INTERNACIONAL DO CACAU.

Copa do Mundo não reduziu pobreza por onde passou

da Agência Públicavia portal EBCsugerido por Emerson Luis

Preocupado com o rumo que os preparativos para Copa do Mundo no Brasil em 2014 têm tomado, o jornalista e documentarista Rudi Boon – autor do documentário “A FIFA manda” sobre a Copa de 2010 na África do Sul, que o Copa Pública mostrou,  nos mandou uma série de estudos e documentos sobre os impactos dos megaeventos nos países onde ocorreraram.

O primeiro, “Megaeventos como resposta para a Redução da Pobreza: A Copa de 2010 da FIFA e suas implicações no desenvolvimento da África do Sul” que apresentamos hoje, foi realizado por pesquisadores do instituto sul-africano Human Sciences Reserch (Conselho de Pesquisa em Ciências Humanas), na época em que o país se preparava para receber a Copa de 2010.

Baseando-se na documentação de outros pesquisadores a respeito do legado da Copa em alguns países, o artigo defende que é praticamente impossível que a pobreza seja reduzida com a chegada de um grande evento e que os benefícios propagandeados pelos governos como projetos de mobilidade urbana e aumento do número de empregos são pouco funcionais, efêmeros e concentrados em pequenas áreas, e que muitas vezes acabam gerando crises e prejuízos ainda maiores para os países anfitriões.

O exemplo mais chocante usado no texto, citando um estudo recente feito por Robert Baade & Victor Mathesondois, pesquisadores americanos, talvez seja o da copa de 1994 nos Estados Unidos, que teria gerado um prejuízo entre $5,5 e $ 9,3 bilhões de dólares para as cidades sede, ao invés do lucro estimado em 4 bilhões.

Expectativa :: LEIA MAIS »

OQuadro e Manzuá fazem show em Itabuna

No dia do aniversário de Itabuna, sábado, 28 de julho, a banda ilheense de hip hop, OQuadro, se apresenta no Galpão Music Bar, às 22 horas, para lançar seu primeiro CD para o público da cidade. A festa conta também com o show da banda Itabunense Manzuá, abrilhantando ainda mais a noite.

OQuadro, que lançou oficialmente o CD no último dia 4, em um show que foi sucesso de público, no Teatro Municipal de Ilhéus, busca agora mostrar seu repertório para um número cada vez maior de pessoas. O álbum, que leva o nome da banda, traz 11 faixas autorias e foi gravado nos estúdios da produtora Coaxo do Sapo, mixado e produzido por Buguinha Dub, e conta com participação especial de Guilherme Arantes, da Mc paulistana Lurdez da Luz e também do Mc Dimak.

Elogiado pela crítica, a exemplo da afirmação do cantor Guilherme Arantes: “de minha parte, estou pra lá de contente vendo esse fenômeno germinar!”, o grupo já chama atenção da mídia nacional, que também se esmera em noticiar este trabalho que resume os 15 anos de trajetória musical. Conhecida pelas letras inteligentes, de uma crítica refinada e arranjos que possuem presenças rítmicas que vão do Dub, passam pelo Afrobeat e flertam com o Jazz, Rock negro, Samba e Ijexá, a banda alia tudo e apresenta nas canções uma musicalidade muito peculiar.

Já a banda Manzuá está na estrada há três anos e traz nas músicas diversos ritmos afro-nordestinos, tendo recebido o apelido de “rock iorubá” pelos seus admiradores. Utiliza, ainda, a linguagem audiovisual e a poesia regional no palco.

Em um compromisso mútuo de levar a arte da região para um público ávido por conhecer trabalhos de qualidade, OQuadro e Manzuá se encontram para juntos promoverem um festa memorável.  Os ingressos já estão à venda em Ilhéus na Terral Surf Wear e, em Itabuna, na Backdoor do Shopping Jequitibá e custam R$ 10,00 (antecipado) e R$15,00 (na porta). CDs e camisas das bandas também estarão disponíveis para venda no local dos shows. Saiba mais sobre o evento no site: www.eusouoquadro.wordpress.com

Ascom: Tacila Mendes

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
julho 2012
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia