Nessa minha vida já vi muitas greves e manifestações. Já presenciei ao vivo e a cores, todo aquele movimento de 1968 na Avenida Rio Branco, Rio de Janeiro, coisas que muitos só viram na serie Anos Dourados na Rede Globo. Gás lacrimogênio e bala de verdade.

Sou totalmente a favor das reivindicações dos PMs da Bahia, assim como de todos os trabalhadores do Brasil, que ganham mal, muito mal.

Mas não posso concordar com os métodos utilizados nessa greve. Não posso concordar que se levem crianças para um ambiente onde pode gerar tumulto, brigas e tiroteios. Isso expõe as crianças ao risco, e não sensibiliza ninguém.

O ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, é uma lei vigente e clara, portanto precisa ser obedecida.

Não posso concordar que as reivindicações, justas, se transformem em desordem pública, como é mostrado em vídeos que circulam pela internet.

Que se afastem os politiqueiros oportunistas, e que se voltem as mesas de negociações.

Cabeça fria e caldo de galinha, não fazem mal a ninguém.