WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 5/fev/2012 . 23:00

BOLETIM OFICIAL DO GOVERNO DA BAHIA.

 BOLETIM 05.02.12

Mais de 2.500 militares do Exército patrulham as ruas de Salvador

e de outras cidades da Bahia

Até o início da noite deste domingo (5), 2.578 soldados das Forças Armadas e da Força Nacional já estavam patrulhando as cidades de Salvador, Feira de Santana, Barreiras e Paulo Afonso, na Bahia, segundo informou o tenente-coronel Cunha, porta-voz da VI Região Militar. Segundo ele, há previsão de chegada de mais 250 militares na noite deste domingo (5).

“O objetivo é estar presente na maior possibilidade de áreas da cidade, a fim de trazer à população a sensação de segurança e tranqüilidade”, afirmou o porta-voz. Outros contingentes militares podem desembarcar em Salvador nos próximos dias, conforme o planejamento e as necessidades das operações.

Entre 12h e 15h deste domingo (5), mais 150 militares desembarcaram na Base Aérea de Salvador. Provenientes do Rio de Janeiro, 135 paraquedistas do Batalhão de Infantaria e 15 das Forças Especiais, de Brasília. Junto com eles, vieram quatro veículos de combate ‘Urutu’, que também já estão circulando em Salvador.

Governador se reúne com cúpula da SSP

O governador Jaques Wagner, o secretário de Segurança Pública, a cúpula da Polícia Militar, secretários de Estado e chefes de outros Poderes se reuniram, na tarde deste domingo, para avaliar a situação.

 Tropa de Elite da PF chega à Bahia

Quarenta integrantes do Comando de Operações Táticas, a “tropa de elite”, da Polícia Federal (PF) também desembarcaram neste domingo (5), por volta do meio dia, para executar os mandados de prisão expedidos contra integrantes do movimento grevista. Os policiais especializados vieram de Brasília, em um avião da

PF, que ficará à disposição para remoção dos detidos aos presídios federais. Outros 15 homens do Grupo de Pronta Intervenção da PF na Bahia darão apoio às operações.

 Assembleia tem que ser desocupada até a meia noite deste domingo(5)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo, pediu ao general G. Dias, comandante das Forças de Segurança na Bahia, que a Assembleia seja desocupada até a meia-noite deste domingo (5). O prédio foi ocupado por policiais militares grevistas desde a última terça-feira (31).

O deputado disse que “os trabalhos legislativos precisam voltar à normalidade e que a Assembleia não pode ser usada como abrigo para foragidos da Justiça.” Nilo ressaltou que o pedido partiu dele, e não do governador.

Primeiro mandado de prisão foi executado

O primeiro dos 12 mandados de prisão contra lideranças da Aspra foi cumprido na madrugada deste domingo (5), quando o comandante da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA), major Nilton Machado, prendeu Alvin Silva e o encaminhou para a Polícia do Exército. Alvin é acusado de formação de quadrilha e roubo de patrimônio público (viaturas). Além disso, o policial vai passar por um processo administrativo na própria corporação.

 Boletins informativos

 A Secom disponibiliza, diariamente, boletins informativos sobre o andamento das negociações e providências adotadas pelo governo para encerrar o movimento dos policiais militares baianos que iniciaram a paralisação de suas atividades desde a última quarta-feira(01). As informações também podem ser acessadas em nosso portal http://www.comunicacao.ba.gov.br e na página de áudio com informativos em MP3 http://www.comunicacao.ba.gov.br/radio

 Texto: Alberto Freitas Secom-Bahia

05.02.12

BOCA FECHADA E PÉ LIGEIRO.

Ex-prefeito Jabes Ribeiro em pré campanha.

Enquanto alguns ficam perdendo tempo em elucubrações, pajelanças e convescotes. Ele vai correndo trecho, e se comunicando com quem vota, o eleitor.

Depois não se queixem da crueldade das urnas.

TROPA DE ELITE DA POLÍCIA FEDERAL DESEMBARCOU EM SALVADOR

Por determinação do governo federal, 40 homens do Comando de Operações Táticas, a “tropa de elite”, da Polícia Federal (PF) desembarcaram, neste domingo (5), por volta do meio dia, na capital baiana para executar os mandados de prisão expedidos contra integrantes do movimento grevista da Polícia Militar. 


Os policiais federais especializados vieram de Brasília, numa aeronave própria da PF, que ficará a disposição para remoção dos detidos aos presídios federais. Além desses, outros 15 homens do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal na Bahia darão apoio às operações. 

Ainda na tarde deste domingo (5), às 14 horas, militares das Forças Especiais do Exército e da Brigada de Paraquedistas desembarcam na Base Aérea de Salvador, para reforçar ainda mais a segurança no estado. Os militares federais estão contando ainda com a participação de homens da Polícia Militar e da Polícia Civil para garantir a ordem e a paz.

Mandado executado – O comandante da COPPA, major Nilton Machado, efetuou, na madrugada de domingo, a prisão do policial militar Alvin Silva e o encaminhou para a Polícia do Exército.  Alvin é acusado de formação de quadrilha e roubo de patrimônio público (viaturas). Além disso, o policial vai passar por um processo administrativo na própria corporação.

DIRETO DO BAHIA NOTÍCIAS.

Domingo, 05 de Fevereiro de 2012 – 11:24

Terror e mortes: é hora de mudar e punir

por Samuel Celestino

Neste final de manhã  de domingo chega a Salvador um avião da FAB trazendo homens da Polícia Federal com uma missão específica: cumprir as 12 ordens de prisão contra líderes do movimento grevista que sublevaram grande contingente da Polícia Militar baiana. Os presos deverão ser encaminhados para prisões federais de segurança máxima. Segundo garante o governador Jaques Wagner, não haverá anistia para nenhum deles e, também, para outros que lideraram o terror. Trata-se de uma forma de cortar a cabeça da serpente. Sem estes líderes o movimento tenderá a definhar até chegar à normalidade. É uma medida essencial ao estado democrático de direito, que está ameaçado por movimentos de policiais militares, utilizando armas do poder público. O levante da desordem estabeleceu em Salvador e em cidades interioranas o regime do medo, emasculando a cidadania, além de gerar incalculáveis prejuízos à economia das cidades e do Estado, com saques, invasões e roubos em lojas. E, ainda, propaganda negativa para a maior festa da Bahia, o Carnaval, a essa altura já comprometida. Além dos homicídios e da repercussão internacional do vandalismo, que ocupou espaços consideráveis na mídia brasileira e do exterior, entre os quais o jornal El País, o maior da Espanha, que neste domingo publicou uma deprimente foto de dois jovens negros assassinados e com os corpos estendidos abandonados numa das ruas de Salvador. O Clarín, da Argentina, também abriu espaços na sua primeira página sobre o vandalismo por parte da Polícia Militar e dos criminosos. De resto, as notícias se repetiram em diversos jornais da Europa e dos Estados Unidos. Na entrevista que concedeu, o governador Jaques Wagner acertou ao falar em ameaça ao estado democrático brasileiro, mas errou e assustou quando citou a expressão “banho de sangue” (que não chegou a tanto) para definir os momentos de terror experimentado pelo povo da Bahia. A ele, agora, cabe usar punho de aço no controle da PM, punindo os responsáveis pelos fatos, averiguar como tudo aconteceu e porque não recebeu informações do que se engendrava. Enfim, é hora de esmurrar a mesa, estudar com integrantes responsáveis da corporação as reivindicações apresentadas e estabelecer um ponto final na violência que gerou ampla propaganda negativa do Estado fora daqui. A crise surgiu dentro da corporação, incentivada por lideranças com traços profissionais que não integram o corpo da PM. Os dias de terror e medo servem para, também, decifrar porque o índice de criminalidade na Bahia é ascendente, embora haja esforço para revertê-lo. O problema está no sistema. Ou há uma decisão forte para corrigi-lo ou se entregam os pontos. De resto, o governo deve atuar com decisão e pulso. Juracy Magalhães quando governou a Bahia costumava dizer: “De vez em quando tem que se bater na montaria para a mula saber que o dono está montado em cima.”

O BERÉ INCHOU !

Para Dilma, greve da PM na BA é plano nacional para forçar votação da PEC 300; tribunais militares estaduais terão que ser instalados

por Evilásio Júnior – Bahia Notícias.

 Para Dilma, greve da PM na BA é plano nacional para forçar votação da PEC 300; tribunais militares estaduais terão que ser instalados

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

A presidente Dilma Rousseff determinará, nos próximos dias, que os Estados instalem tribunais militares em cada uma das suas corporações para agilizar o julgamento de infrações cometidas por policiais. Tanto a chefe do Executivo quanto o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a Polícia Federal pretendem, com a medida, que os processos contra militares não se submetam à morosidade da Justiça comum, que acumula ações por anos a fio. A estratégia é a de que os julgamentos sejam sumários e rápidos dentro de cada corporação. Também pretende-se a manutenção da hierarquia e da ordem, por meio da obrigação do cumprimento às determinações dos comandantes. Caberá aos Executivos estaduais enviar aos deputados um projeto de lei que preveja a criação dos tribunais, com a indicação dos representantes das tropas, bem como previsão de cadeira para o Ministério Público. No entendimento do Palácio do Planalto, conforme apurou o Bahia Notícias, a greve da PM na Bahia é um movimento nacional em cadeia para pressionar o Congresso a votar e aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, que pretende igualar os salários dos policiais em todo o Brasil de acordo com o pagamento realizado no Distrito Federal. Hoje, o menor vencimento, de um soldado de segunda classe, é de R$ 3.031,38, e o maior, de um coronel, chega a R$ 15.355,85. Os Estados alegam não ter condições de seguir a norma, caso aprovada, pois haveria risco de se exceder o limite prudencial estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), em que não se pode dedicar mais de 47% da receita líquida com pagamento de pessoal. Os atos em prol da PEC 300 aconteceriam em cada uma das unidades federativas até chegar em Brasília. O que chamou a atenção de Dilma e da Força Nacional, na Bahia, foi o fato de que Marco Prisco, que lidera a Aspra – associação da PM que iniciou o movimento grevista –, divide o comando das ações na Assembleia Legislativa com o sargento Queiroz, líder da paralisação dias antes no Ceará, e o sargento Joaes, representante do Rio Grande do Norte. Todos são filiados à Associação Nacional dos Praças, que tem assento no Conselho Nacional de Segurança e recebe, portanto, recursos do próprio governo federal, por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Ou seja, há o incômodo de que a própria União tem bancado o movimento. Antes da mobilização baiana, Pernambuco enfrentou levantes semelhantes e, no Rio de Janeiro, há a expectativa que, nos próximos dias, a PM venha a aderir à greve baiana.

CHICO ANISIO E O DEPUTADO JUSTO VERISSÍMO.

Das frases do nobre Deputado Justo Veríssimo, essa da foto ainda não é a melhor.

Particularmente gosto mais desta:

– Eu gosto é de bufunfa. Eu quero é me empapuçar !

 

OPINIÃO DE DOMINGO.

Estava alinhavando algumas linhas para escrever este post, quando vejo passar a carreata dos PMs de Ilhéus, e vislumbro entre eles, veículos ostentado bandeiras e agitadores a soldo, de uma central sindical total-flex.

Meu raciocínio lógico e a minha capacidade de analise dos fatos, foram ao chão.

A nossa briosa Policia Militar da Bahia, não precisava passar por esse constrangimento.

A culpa é de LULA e do PT, eu dizia isso quando estava lá, e reafirmo agora.

A tal república sindicalista, a criação de ongs, sindicatos e centrais sindicais, sempre disse que não ia dar certo.

Hoje temos em algumas classes de trabalhadores, mais de um sindicato, cada um deles pertencendo a alguma central sindical, que por sua vez estão permeadas por partidos políticos e ongs fajutas.

Pensam que é para proteger o trabalhador, doce e ledo engano.

Estão de olho nas contribuições sindicais, e nos recursos do FAT, para fazer politicagem.

A mídia convencional – TVs, Radios, Jornais e Revistas – estão aí para comprovar, que todos escândalos envolvem essa tríade.

 

CIRCO BRASILEIRO – POR CALIANA MESQUITA.

Greve da PM – A sociedade refém dos próprios direitos.

Clique aqui.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2012
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia