Instituição atende cerca de 100 idosos em Ilhéus e passa por dificuldades financeiras para manter sua ação filantrópica

 

O Abrigo São Vicente de Paulo, instituição filantrópica que está presente em Ilhéus desde 1914 e atende cerca de 100 idosos, acaba de receber um apoio importante para melhorar suas instalações. Em resposta a uma solicitação da Diocese de Ilhéus, a Bahia Mineração (Bamin) contratará empresa para reformar setores do abrigo, sendo que a parceria também inclui a doação de equipamentos, móveis e roupas de cama e banho.

O compromisso da Bamin está firmado em uma carta de intenções, que foi assinada nesta quarta-feira, 1º, em uma cerimônia no abrigo, pelo presidente da mineradora, José Francisco Viveiros, e a presidente da Sociedade São Vicente de Paulo de Ilhéus, Marileide Oliveira. Também participou do evento o bispo diocesano de Ilhéus, D. Mauro Montagnoli, que elogiou a empresa por ter acolhido “com bastante simplicidade e muita sensibilidade” a sugestão de contribuir com o abrigo, apresentada pela diocese.

A carta de intenções prevê a reconstrução da lavanderia do abrigo e a compra de novas máquinas; a reforma de uma capela existente no local e a construção de um espaço para a realização de velórios. Essas são hoje as demandas mais urgentes da instituição filantrópica que, ao longo de sua história de quase 100 anos, sempre dependeu de apoio externo para se manter. Além de doações, as principais fontes de recursos para o abrigo são as contribuições dos próprios idosos, por meio de suas aposentadorias, e a receita obtida com o aluguel de imóveis recebidos em doação.

O Abrigo São Vicente é uma instituição da sociedade civil sem fins lucrativos, que acolhe os idosos e procura integrá-los ao convívio social, envolvendo-os em atividades recreativas, educacionais e artísticas, além de oferecer-lhes assistência médica e psicológica.

O apoio da Bamin foi definido por Viveiros como uma retribuição. “Os abrigados desta casa merecem nosso infinito respeito por tudo o que já fizeram”, declarou o presidente da empresa. Viveiros reafirmou que a Bamin terá um compromisso social cada vez mais efetivo com a região. A presidente da Sociedade São Vicente de Paulo, Marileide Oliveira, agradeceu o apoio e disse que “a marca da Bamin ficará para sempre em nossa instituição”.

Presidente da BAMIN e a Presidente do Abrigo Sao Vicente - foto Taironny Maia