23/01/2012 – 12h14 / Atualizada 23/01/2012 – 12h37

Mantega indica Graça Foster para presidência da Petrobras

Do UOL, em São Paulo
  • Foto de 2007 mostra a então diretora de Gás da Petrobras, Maria das Graças Silva FosterFoto de 2007 mostra a então diretora de Gás da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster

A atual diretora de Gás e Energia da Petrobras (PETR4), Maria das Graças Silva Foster, foi indicada pelo presidente do Conselho de Administração da estatal, Guido Mantega, para ser a nova presidente da companhia.

Segundo comunicado divulgado pela empresa nesta segunda-feira (23), o Conselho da companhia apreciará a indicação em reunião no próximo dia 9 de fevereiro.

A diretora, mais conhecida como Graça Foster, é próxima da presidente Dilma Rousseff, tendo sido cotada para assumir o cargo de ministra-chefe da Casa Civil.

“O presidente do Conselho de Administração da Petrobras, sr. Guido Mantega, já manifestou que vai encaminhar como proposta a ser apreciada na próxima reunião do mesmo… a indicação da atual Diretora de Gás e Energia, Maria das Graças Silva Foster, para presidir a Petrobras”, afirmou o comunicado.

Gabrielli deve assumir cargo político na Bahia

Foster vai substituir José Sergio Gabrielli, que tem aspirações políticas e pode concorrer ao governo da Bahia em 2014.

Segundo uma fonte do governo baiano, o governador Jaques Wagner (PT) já convidou Gabrielli para ocupar uma secretaria do Estado, mas não estava claro se ele não teria que cumprir uma quarentena.

Para o Banco Espírito Santo, a mudança não deve afetar a operação da empresa, ou mesmo suas ações. Isso porque, apesar de Gabrielli estar há vários meses à frente da Petrobras, a administração vai continuar alinhada com os interesses do Governo. Apesar disso, a indicação não seria vista como uma manobra política, na opinião do analista Igor Maresti.

Outras possíveis mudanças

Gabrielli pode não ser o único executivo a deixar a diretoria da estatal.

Uma fonte do governo federal disse que Dilma também estuda a substituição dos diretores financeiro, Almir Barbassa, e de Exploração e Produção, Guilherme Estrella. Segundo a fonte, as mudanças na diretoria estariam restritas a esses postos.