WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


TAÍ UMA COISA INTERESSANTE PARA SE VER !

Na história política brasileira, o PC do B era um partido que vivia na clandestinidade, reunindo-se em guetos, aparelhos e atrás das portas.

Com a abertura política, e ascensão rápida do PT em direção ao sucesso, um partido mais novo, de roldão tirou o PC do B dos bastidores e o trouxe como parceiro para o centro do palco.

Hoje os cururus estão de papo inchado, querendo pular na lagoa com as próprias pernas.

Taí uma coisa interessante de se ver, o PC do B em carreira solo. 

2 respostas para “TAÍ UMA COISA INTERESSANTE PARA SE VER !”

  • Jorge Luiz Araújo dos Anjos says:

    Na época da clandestinidade e logo após a redemocratização e a legalização do partido, o discurso e a prática eram totalmente diferentes do que vemos hoje. O PC do B possuia uma grande penetração e participava ativamente dos movimentos e entidades populares. Hoje a sua ação, incluindo aí a sua prática, é bem diferente.

    Com as mudanças politicas na Europa e a chegada ao poder da esquerda no Brasil (hoje ex esquerda)a cara do partido e a sua efetiva participação nas entidades populares passou por mudanças significativas, levando-o inevitavelmente ao afastamento das suas principais bandeiras revolucionárias.

    O que resta hoje, principalmente em nossa Cidade, dificilmente significaria um resultado eleitoral que elegesse ao menos um vereador.

    O partido em Ilhéus possui excelentes quadros, porém precisa reconstruir suas bases com um novo discurso, o que não se consegue em um curto espaço de tempo.

  • Souza Neto says:

    Creio que as dificuldades do PCdoB está no pensamento político. Os anos se passaram, a conjuntura mundial mudou, mas, o partido continua pensando como em 1917.

    Não falo em 1848 (publicação de O Manifesto Comunista), nem de 1867 (publicação de O Capital). Ambos apresentavam teorias político-econômicas escritas por dois gênios da época: Marx e Engels.

    E, se não falo, é porque tudo que aconteceu depois – inclusive a Revolução Russa – nada tinha com as previsões dos dois autores. Foi uma coisa forçada, imposta ao povo por Lenin e seus seguidores, ávidos pelo poder.

    Os partidos que daí surgiram – por meio das incursões de membros da Internacional Comunista nos países ocidentais, ou os “convites” para que pessoas fossem “estudar” Comunismo e métodos revolucionários na URSS e/ou Cuba -, já estavam com o DNA alterado.

    Isto é, o DNA ditos partidos comunistas (todos nascidos depois de 1917) nada tem com a teoria do Marx e Engels, mas, simplesmente, com o modelo nascido na URSS, que é totalmente equivocado.

    É por isso que assistimos aqui no Brasil os chamados partidos comunistas perdidos no passado. São exemplos, PCdoB, PSOL, PCO, PSTU e PCB, este último, comandando pelo caudilho Roberto Freire, já tendo aderido á economia de mercado na sua versão mais cruel: o neoliberalismo.

    Nessa questão, o PT tem uma forma de pensar diferente. Reuniu um grande número de pensadores em torno de sua principal “unidade de estudos” – a Fundação Perseu Abramo -, e foi se ajustando conforme os tempos e sua evolução. Seus problemas hoje se resumem à questão ética (ou a sua falta) de alguns de seus integrantes, que não são excluídos pela cúpula.

Deixe seu comentário

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
janeiro 2012
D S T Q Q S S
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia