Porto Sul: governo abre canal de comunicação com lideranças de Ilhéus

O coordenador de Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil, Eracy Lafuentes Pereira, reuniu-se com lideranças comunitárias e sindicais de Ilhéus, na tarde desta terça-feira (26), para falar sobre o andamento do projeto do Complexo Logístico Intermodal Porto Sul. No encontro, que ocorreu no auditório do Colégio Estadual, no Malhado, e também contou com a presença da diretoria do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), o representante do governo baiano informou sobre os próximos passos do projeto do porto em Ilhéus.

Lafuentes afirmou que a ordem no governo é priorizar os estudos de impacto ambiental para que as licenças do projeto sejam emitidas com a maior brevidade possível. “Trabalharemos com afinco para que as obras comecem, no máximo, no início do ano que vem”, declarou o coordenador.

O membro da Casa Civil disse ainda que tem visitado os canteiros de obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, que integra o complexo logístico e cuja construção está gerando cerca de 800 empregos diretos. “Dentro de seis meses a um ano serão 6 mil empregos e, no pico, o número chegará a 10 mil”, contabilizou.

Lafuentes disse que virá frequentemente ao sul da Bahia, “quantas vezes forem necessárias”, para dialogar com os representantes da comunidade. “Estamos abrindo um canal de comunicação, para receber críticas e colaborações. De nós, esperem transparência na relação”, declarou o coordenador de Acompanhamento de Políticas Governamentais.

As lideranças locais tiraram dúvidas sobre o projeto e mostraram confiança no empenho do Estado. “A região tem uma esperança”, registrou Aldircemiro Duarte, coordenador do Comitê de Entidades da Sociedade Civil em Defesa dos Interesses de Ilhéus e Região (Coeso). Falando em nome do governo, Lafuentes prometeu diálogo permanente com a comunidade e disse que o poder público irá reparar uma dívida com o sul da Bahia. “O empreendimento chegará com a infraestrutura do Estado, o que inclui investimentos em educação, saneamento e serviços”, listou.

Pela manhã, a secretária-chefe da Casa Civil do governo baiano, Eva Chiavon, participou em Ilhéus da aula inaugural do programa Mina de Talentos, uma iniciativa da Bahia Mineração em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Ela informou à imprensa que a mudança da área do projeto para a região de Aritaguá, a cinco quilômetros da Ponta da Tulha, é definitiva.