De olho na Ferrovia Oeste-Leste

Interessado no andamento das obras da ferrovia de integração Oeste-leste para a Bahia, que além de favorecer o escoamento da produção do Oeste baiano, beneficiará igualmente as jazidas de minerais das áreas de Caetité e Brumado, o deputado Waldenor visitou na quarta (29), o presidente da Valec-Engenharia, Construções e Ferrovias (empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes), José Francisco das Neves. O deputado considera a ferrovia a maior iniciativa em infraestrutura do Governo Wagner, porque   dinamizará o escoamento da produção do estado da Bahia, servirá de ligação dessa região com outros polos do país (por intermédio de conexão com a Ferrovia Norte-Sul) e promoverá  a dinamização das economias locais, alavancando novos empreendimentos na região, com aumento da arrecadação de impostos, além de geração de cerca de 30 mil empregos diretos. Incluída entre as prioridades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a Oeste-Leste terá 1.527 km de extensão e envolverá investimentos estimados em R$ 7,43 bilhões até 2014.