Em discurso na tribuna do Senado, senador Walter Pinheiro (PT-BA).

Pinheiro rebate insinuação do PSDB sobre formação da maioria governista

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) refutou hoje (31/3) insinuações do líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias, acerca de declarações da presidenta Dilma Rousseff em Portugal. Segundo ilações de Dias, a maioria governista no Congresso Nacional dependeria de barganhas para a aprovação de projetos do interesse do governo.

“A maioria aqui consolidada não foi feita na conversa um a um, nos corredores, nos bastidores, na troca, na barganha, na execução orçamentária. Essa maioria foi consolidada aqui a partir de projeto debatido com a sociedade e consagrada nas urnas pelos eleitores”, disse Pinheiro.

 

“Pelo contrário, na votação do salário mínimo não houve no Congresso, e particularmente no Senado, nenhum tipo de iniciativa que resultasse em conversas individuais”, rebateu o senador Walter Pinheiro. “A apreciação de matérias, inclusive do salário mínimo, foi de caráter coletivo, aberto, transparente, inclusive com o voto em painel”, completou o senador baiano.

Foto: Agência Senado