WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: fev/2011

PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO, É O QUE INTERESSA. CHEGA DE ATRASO E PREGUIÇA.

Minério deve aumentar riqueza da Bahia

Na perspectiva da construção da Ferrovia Oeste-Leste, e do Porto Sul, em Ilhéus, investimentos já começam a ser programados pela Bahia afora.

Na edição deste final de semana da isto É Dinheiro, o vice-presidente da Eurasian Natural Resources Corporation, que controla acionariamente a Bamin (Bahia Mineração), explica investimentos de dois bilhões de dólares no estado.

Através do projeto Pedra de Ferro, que está sendo desenvolvido em Caetité, no semi-árido baiano, serão produzidas cerca de 20 mil toneladas anuais de minério de ferro. Há investimentos previstos, também, para formação de mão de obra em Itabuna e Ilhéus.

O escoamento do minério de ferro, juntamente com os grãos produzidos no Oeste baiano, se daria, justamente, através da ferrovia Oeste-Leste, e pelo Porto Sul.

Na íntegra, a entrevista do dirigente da  Bamin:

Mineração

Clovis Torres, vice-presidente executivo do grupo ENRC (Eurasian Natural Resources Corporation), que possui o controle acionário da Bamin (Bahia Mineração), falou com a DINHEIRO sobre o início das atividades do projeto Pedra de Ferro, em Caetité (BA).

Isto É Dinheiro – Quanto vai se investir no programa Minas de Talentos, que irá preparar seis mil moradores da região de Caetité para trabalhar na mina?

Clóvis Torres – Vamos investir R$ 16 milhões. Nesse valor estão incluídos todos os custos dos cursos de capacitação, que são gratuitos: da contratação de professores ao material e reestruturação das salas de aula.

Isto É Dinheiro – E quanto será investido ao todo no projeto Pedra de Ferro?

Clóvis Torres – O custo estimado para a implantação do projeto gira em torno de US$ 2 bilhões. Até o momento, já foram gastos US$ 180 milhões em contratações de estudo e pesquisas, criação de projetos, licenciamento ambiental e compra de terras e equipamentos.

Isto É Dinheiro – Qual é a projeção da produção de minério de ferro por ano dessa nova mina?

Clóvis Torres -A projeção é de produzir inicialmente 19,5 mil toneladas por ano. As operações devem começar em 2013.

Isto É Dinheiro – A China é um dos maiores compradores de minério de ferro do mundo. O projeto Pedra de Ferro já possui encomendas do país asiático?

Clóvis Torres -Já foram feitos vários contatos não só com siderúrgicas chinesas, mas também com europeias e do Oriente Médio“.

DÁ-LHE MENGÃO SEM FREIO !!!

VEM AÍ UM NOVO ‘FEIJÃO COM ARROZ’

Feijão com arroz

Está sendo urdida nos bastidores palacianos uma nova operação ‘Feijão com Arroz’.

Deu certo quando elegeu Newton, esperam que dê certo para eleger Mário Alexandre.

Pintura de meio-fio, pintura de pedras, operação ‘vira pedra’ nos calçamentos, de preferência nas esquinas onde passa muita gente, até já compraram uma maquina de pintar faixas, vão tapando os buracos e pintando as faixas.

As lâmpadas já foram compradas, segundo anúncio da Secretaria de Serviços Urbanos a cerca de um ano atrás, devem estar guardadas para dar um ‘banho de luz’ na cidade.

Será que o povo de Ilhéus vai cair novamente nesse engôdo?

A CULPA É DOS ‘AMBIENTALISTAS’.

Os eco-chatos ficaram enchendo a cabeça dos moradores com mentiras e baboseiras, que podiam ficar tranqüilos que o Porto não viria, e vejam no que deu:

Desapropriação deixa apreensivos moradores da região de Ilhéus

Camila Oliveira, de Ilhéus (Jornal A TARDE)

Apesar de ainda não estar autorizada, a  implantação do Complexo Intermodal Porto Sul preocupa moradores dos condomínios localizados na Ponta da Tulha. De acordo com relatório do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), foram cadastradas 269 construções para desapropriação em quatro condomínios: 155 casas no Paraíso do Atlântico; 78 edificações e lotes sem construções no Barramares; 33 casas e lotes sem construções no Loteamento Vilage da Barra e três casas no Barra Nova.

Moradores como a professora  Maria D’Ajuda estão apreensivos. Ela levou cerca de 15 anos para concluir sua casa e agora corre o risco de vê-la demolida. “Não temos a quem recorrer. Pedimos explicações, mas nada nos é passado”, diz Maria, que é presidente da associação dos moradores do condomínio em que mora. O também morador Edney Rocha faz coro: “Não estamos preocupados apenas com o dano material. Temos vínculo afetivo com o local e sabemos que a biodiversidade não será preservada. Aqui deixará de ser um cartão-postal para ser depósito de minério”, lamentou.

Os proprietários das casas reclamam da falta de transparência e comunicação do Derba, autarquia responsável pelo processo de desapropriação. E questionam o tratamento dado aos moradores pelo órgão: “Quando os funcionários vieram fazer o cadastramento dos moradores para desapropriação, eles falavam : ‘Pode curtir o verão e o Carnaval que em abril estaremos aqui. Se não sair, o trator derruba’. Foi uma falta de respeito”, disse a professora Maria D´Ajuda.

Alvarás – Além das desapropriações, a prefeitura deixou de liberar alvarás de construção ou reforma de imóveis na área. Com a medida, alguns moradores que tentavam reformar seus imóveis foram obrigados a parar as obras. Só no Condomínio Paraíso do Atlântico, são 44 casas em construção.

O diretor do Derba, Saulo Pontes, explica que a intenção do Estado é evitar conflitos sociais que porventura possam ocorrer no futuro. E afirma que, apesar de a área ter sido declarada como de interesse público,  ainda não é possível informar quantos imóveis serão desapropriados. De acordo com ele, a medida vai depender da abertura de processo licitatório para contratação de uma consultoria que vai acompanhar o projeto do porto público. “É possível que nenhuma casa seja atingida. Tudo vai depender do resultado do estudo”, disse ele.

De acordo com a assessoria de comunicação do Derba, foram previstos gastos da ordem de R$ 20 milhões para efetuar o pagamento de todas as desapropriações. Desse montante, até o início deste mês, segundo a assessoria, foram gastos R$ 7 milhões referentes à desapropriação de 1.750 hectares em áreas de fazendas. Os 50 hectares restantes são compostos pelas 269 construções, além dos loteamentos.

Segundo o advogado especialista em questões cíveis Paulo Bonfim,  a desapropriação é ato irrevogável e que cabe aos moradores apenas ingressarem em juízo para pedir o justo preço da indenização. O Derba informou que fará uma estimativa do valor de todos os imóveis localizados na área.

*Colaborou Franco Adailton

ARTIGO DO DEPUTADO FEDERAL JOSIAS GOMES.

O esforço de Jacques Wagner pelo desenvolvimento da Bahia

Josias Gomes

Não é de agora que a imprensa nacional registra o esforço que vem sendo desenvolvido pelo governador Jacques Wagner em favor do Estado da Bahia. Em nota incluída em sua edição deste final de semana, a revista Isto É, de circulação nacional, destaca a praticidade e o denodo do líder petista. Diz a Nota: “Assim que terminou a reunião dos governadores do Nordeste na segunda-feira 21, Jaques Wagner, da Bahia, pegou um avião para a Coreia do Sul. Negocia investimentos na produção de energia nuclear, a gás, eólica e também na indústria naval”.

Efetivamente, a Coréia do Sul é, entre os países do mundo atual, um dos que mais têm investido em educação e modernidades, o que terminou alavancando aquela Nação a um posto de relevo entre as mais desenvolvidas. Entre os fatores que permearam esse extraordinário desenvolvimento situa-se, justamente, o de energias limpas, como a nuclear, a movida a gás, a eólica. Também a indústria naval tem notável desenvolvimento, naquele país. Dessa forma, o estabelecimento de parcerias com os coreanos somente benefícios podem ser carreados para o Estado da Bahia.

Portanto, ao invés de se limitar às disputas políticas regionais – indo além, ainda, de tudo o que pode, e vem sendo, oferecido pelo governo federal, à Bahia – Wagner também busca, no Exterior, parcerias importantes para o nosso desenvolvimento. Revela, acima de tudo, um caráter altamente empreendedor, por sinal, uma característica marcante do governo petista que se instalou na Bahia em 2006, quando Wagner tomou posse, pela primeira vez, no governo baiano, enquanto Lula tomava posse, pela segunda vez, como presidente da República. Essa conjunção de esforços em favor do estado constitui-se em verdadeiro divisor de épocas.

Não é à toa que o estado vem crescendo e despontando como o grande timoneiro da economia nordestina, o que se expressa em todos os segmentos da economia regional. Impressionam obras como a ferrovia Oeste-Leste e o projeto do Porto Sul, que, compondo uma única e grande obra, se transformará em um extraordinário vetor de fortalecimento da agropecuária e da produção mineral da Bahia. Isto, sem falar no incremento que o projeto dará ao turismo do Sul do estado, ao lado de outras regiões baianas. O esforço em favor da navegabilidade do São Francisco, da atração de uma usina nuclear para o estado e da captação de novos projetos empresariais completam essa realidade de grandes avanços em favor do povo baiano. E tem mais, muito mais…

Tudo isto revela que a Bahia passa por um momento de extraordinário crescimento, em todas as áreas. Sem dúvida, um legado que o governo petista vai deixar inscrito de forma indelével na história da Bahia. Impossível, portanto, deixar de manifestar nosso orgulho em participar, com nosso apoio e parceria, em tudo quanto nos é possível colaborar, desse momento histórico pelo qual atravessa o estado. Um orgulho que não é apenas nosso, mas, de resto, de todos os que compomos o PT, e, da mesma maneira, de todos os partidos que fazem parte da base de sustentação do governo de Jacques Wagner.

VARIEDADES – O NOVO AVIÃO DE DILMA.

O novo avião de Dilma

Enquanto o Aerolula faz manutenção, a presidente usará o mais luxuoso jato da Embraer em viagens pelo País e pelo Exterior

Bruna Cavalcanti/ISTOÉ

chamada.jpg
ESPAÇO
O novo avião conta com apenas 19 confortáveis poltronas


As amargas lembranças deixadas pelo Sucatão, o carinhoso apelido do Boeing 707 que serviu à Presidência da República entre 1986 e 2005, parecem mesmo ter ficado no passado e na memória daqueles que voaram no avião, fabricado no fim da década de 60. Após quase ter matado de susto o então vice-presidente Marco Maciel quando uma de suas turbinas simplesmente pegou fogo em pleno voo para a China, em 1999, o Sucatão foi finalmente trocado por um moderno Airbus 319. Depois de correr o mundo levando o presidente Lula e sua comitiva nos últimos oito anos, a aeronave, que também ganhou um simpático apelido – Aerolula –, não vai poder voar pelo menos nos próximos 30 dias, por conta de manutenções. Dilma, no entanto, não precisará recorrer aos préstimos do Sucatão nem de seus primos menores, os Sucatinhas, em suas viagens pelo Brasil ou mundo afora. A Embraer emprestou, sem nenhum custo para a Presidência da República, um de seus aviões mais caros, o Lineage 1000, uma aeronave preparada para servir xeques árabes, bilionários russos ou magnatas do mundo dos negócios. Repleto de luxos, extravagâncias e conforto, o avião mais se parece com um palácio voador. Trata-se de uma ação que promove a empresa brasileira no Exterior e ao mesmo tempo não traz gastos ao governo.

img2.jpg
Durante a manutenção do Ae­ro­lula, Dilma até poderia usar outros dois jatos executivos da Presidência. Trata-se de duas aeronaves da Embraer, modelo ERJ 190, uma espécie de primo pobre do Lineage 1000. Os dois aviões, no entanto, também estão com manutenção programada para este ano e, em algum momento, terão que ir para o hangar. Para não causar contratempos aos deslocamentos de Dilma, o Grupo de Transporte Especial, uma divisão da Força Aérea Brasileira dedicada a prestar serviços ao governo, ficará com o Lineage 1000, uma aeronave de mais de US$ 50 milhões, por quase um ano. Com este jato executivo, Dilma poderá fazer viagens internacionais de média duração sem escalas. Com os tanques cheios, o Lineage pode levar a presidente e sua comitiva de Brasília a Paris, por exemplo. Com ele, a presidente também poderá participar da abertura da Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, sem precisar parar em nenhum país da América Central para reabastecer.

Mas o que realmente impressiona no Lineage 1000 não são suas características técnicas, seu desempenho ou mesmo o fato de tudo isso ter sido fabricado aqui mesmo no Brasil. É na configuração interna que o avião que Dilma agora tem a sua disposição se destaca. Com capacidade para apenas 19 pessoas, a aeronave é uma espécie de suíte presidencial voadora. Tendo cinco áreas privativas, a decoração foi feita com o que há de mais luxuoso no mundo: tapetes de lã de carneiro, sofás de lã irlandesa, mesas de madeira de lei e televisores de cristal líquido sensíveis ao toque. São quatro salas, todas com conexão de alta velocidade à internet: uma de jantar, uma de estar, uma apenas para reuniões e até um escritório particular. Quando se cansar de discussões complexas com sua equipe, Dilma ainda poderá dormir em uma cama tamanho king-size ou relaxar tomando uma ducha. Por enquanto, Dilma é a primeira brasileira a desfrutar de toda essa mordomia. Até agora, apenas oito unidades dos Lineage 1000 foram entregues pela Embraer.

img1.jpg

img.jpg
LUXO
Madeira de lei, lã de carneiro e internet equipam
as quatro salas e o quarto com ducha e cama king-size

PARA QUEM QUISER SABER A VERDADEIRA HISTÓRIA DA TV GLOBO.

Para receber em VHS ou VCD escreva para: bh@midiaindependente.org

CMI SÃO PAULO

1. Além do Cidadão Kane (DVD): O documentário narra a história da Rede Globo de Televisão, proibido no Brasil desde 1994. Um filme de Simon Hartog.
Produção: BBC.
Áudio: português | Sem legendas | Duração: 1h31min.
* A qualidade da imagem não é muito boa em alguns trechos. Por ser um filme proibido há muitos anos, encontrar uma matriz boa para cópia é muito difícil.

VOCÊ QUE JÁ PASSOU DOS 50…..

ESTRANHA, MUITO ESTRANHA.

Estranha e inusitada a atuação do Deputado Geraldo Simões.

Ele integrava a comitiva que buscava soluções para a Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, enquanto o Provedor da de Itabuna, seu curral eleitoral, estava acompanhado de outro Deputado, no caso Antonio Brito.

Dep. Antonio Brito e o provedor Renan.

Clique aqui.

REFORÇO PARA O CORONEL KADAF.

Breve estará embarcando para a Líbia o Coronel Kalif Rabelo.

Vai reforçar a tropa do Coronel Kadaf, amigo de longas datas.

Coronel Kalif Rabelo.

QUEM FAZ UM PROGRAMA TIPO BBB, PODE FAZER ISTO?

Globo x Tiririca: um caso de bullying

No Jornal Nacional desta sexta-feira (26/02), William Bonner dá a notícia, como se esta fosse digna de nota: o deputado federal  Tiririca ingressou na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

O texto, salpicado de sutileza, mal disfarça a indignação pelo fato.

Qual o motivo deste assunto ganhar a telinha global em horário nobre?

Respondo: preconceito e arrogância.

Na notícia está implícita a indignação da Globo pelo fato de uma pessoa com baixa escolaridade pertencer aos quadros da Comissão de Educação e Cultura.

O problema é que com mais de um milhão de votos, Tiririca não é mais deputado que ninguém. Entretanto, também não é menos parlamentar que nenhum de seus colegas.

O deputado Tiririca tem todo o direito de ingressar na Comissão que lhe aprouver, dentro das vagas disponíveis de seu partido.

A perseguição da imprensa ao deputado Tiririca passa de qualquer limite. Se quiser atuar em prol da cultura, em defesa dos circos, como prometeu após sua vitória, o deputado está no lugar certo.

A Globo pretende constranger a atuação de um deputado federal, eleito com mais de um milhão de votos. Novidade nenhuma para quem fez isto até com um Presidente da República.

Para o PIG, Tiririca não passa de um “mero analfabeto” que nunca será um “verdadeiro deputado”. Eles teimam em repetir: “analfabeto, analfabeto”.

Isto que a Globo e parte da imprensa está fazendo tem nome:  bullying ou violência psicológica.

O caso é de desrespeito com a democracia, com o deputado Tiririca, os eleitores e ainda os verdadeiramente analfabetos, que são humilhados pela imprensa e tratados como se não tivessem saber algum.

A Globo, com toda a pose, nunca chegou sequer a entender as lições do mestre Paulo Freire. Por isso ela agride o deputado Tiririca.

Resta-nos então a pergunta: quem é o ignorante nesta história?

Por Charles Carmo

IBAMA TEM NOVO PRESIDENTE

18:20:43 Bahia Notícias.

Foto: Divulgação

O procurador federal Curt Trennepohl é o novo presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Ele já atuava na Procuradoria Federal Especializada junto ao órgão, e entra no lugar de Abelardo Bayma, que deixou o cargo no mês passado (um interino estava em seu lugar). Curt ocupou vários cargos dentro do próprio Ibama desde 1990, entre eles, o de superintendente do Ibama no Rio de Janeiro. O deputado baiano Edson Duarte, membro do PV, chegou a ser cotado para assumir o cargo.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2011
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia