WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: jun/2010

ESTE MONSTRENGO É O WARAPURÚ.

Resort falido

Uma história cabeluda de mais ou menos 300 milhões, envolve este mico.

OS TUCANOS PIRARAM DE VEZ.

QUEREM PROIBIR ESTA MÚSICA.


“Representantes do PSDB nacional entraram semana passada junto ao TSE com um pedido de proibição da música “Eu gosto de mulher”, da banda paulistana Ultraje a Rigor, durante o período de campanha eleitoral. A música, que fez sucesso a partir do final dos anos 80, faz em determinado momento a seguinte citação: “Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente”.


O partido acredita que a música caracteriza propaganda para a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, principal concorrente do partido tucano, e deve ser proibida de tocar nas rádios brasileiras durante o período de eleição. “É um absurdo, temos que ficar de olho neste tipo de propaganda discreta” – disse Sérgio Guerra, presidente do PSDB – “é preciso ter atenção, pois detalhes como este ficam na mente do eleitor e influenciam no momento do voto”, completou em tom repreendedor.


Caso não consiga vetar a reprodução da música nas rádios, o partido pretende sugerir a substituição da frase por outra que não faça apologia a nenhum candidato – ou candidata – que dispute as eleições deste ano.


O PT se manifestou dizendo que não tem nenhuma ligação com a banda. Em nota à imprensa, o partido do presidente Lula e da candidata Dilma diz se tratar “de uma feliz coincidência”.


A banda, por sua vez, diz não ter sido contactada por nenhum partido político até o fechamento desta matéria.
Veja abaixo a letra da música que causou polêmica e ira dos tucanos:


Eu Gosto De Mulher
Vou te contar o que me faz andar
Se não é por mulher não saio nem do lugar
Eu já não tento nem disfarçar
Que tudo que eu me meto é só pra impressionar
Mulher de corpo inteiro
Não fosse por mulher eu nem era roqueiro
Mulher que se atrasa, mulher que vai na frente
Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente (trecho questionado)
Mulher de qualquer jeito
[…]
Mulher faz bem pra vista
Tanto faz se ela é machista ou se é feminista
Cê pode achar que é um pouco de exagero
Mas eu sei lá, nem quero saber,
eu gosto de mulher, eu gosto de mulher
eu gosto de mulher
Ooo ooo ooo oo
Eu gosto é de mulher!
Ooo ooo ooo oo
[…]
Autor: NG/LB
Via: JusBrasil”

CONTROLE SIM, PATRULHAMENTO NÃO.

O IBAMA,  órgão de suma importância dentro do contexto ambiental do País, deve ser melhor tratado pelo Governo Federal.

Seus técnicos devem ser bem treinados e remunerados, os mais modernos equipamentos devem ser colocados a disposição do órgão, o seu efetivo deve ser aumentado, pois só assim o IBAMA pode controlar com mais eficiência o nosso meio ambiente.

Assim também, a Corregedoria do Ministério Público seja ele Federal ou Estadual, deve controlar com maior rigor a atuação dos nossos advogados da sociedade, é como se intitulam os Procuradores, para que não venham a servir a causas que visam somente postergar os fatos.

Outras instituições que precisam de um controle maior, são os Conselhos Profissionais, eles devem servir ao profissional, e não virar instrumento de perseguição e vingança.

ASSISTINDO DE CAMAROTE.

Camarote do Maracanã.

Estou de camarote assistindo o início do campeonato eleitoral.

Vamos ter expulsões? Times vão abrir as pernas? Jogadores vão entregar o jogo?

Vamos ter frangos? Vamos ver golaços?

Senhores, façam suas apostas e bolões.

AS ENCRUZILHADAS DA POLÍTICA.

O PSC numa atitude bastante pragmática, desembarcou da candidatura de José Serra, e em seguida correu para os braços da candidatura Dilma Rousseff.

Até aí tudo bem, mas como fica a situação na Bahia?

Geddel vai liberar o partido aliado por conta do ‘compromisso’ do presidente Eliel Santana.

Vai valer a verticalização, ou a executiva nacional vai intervir na estadual?

A coisa não é tão simples como parece.

LEVANTANDO A PONTA DO TAPETE.

Como garantir latifúndios improdutivos.

Conversando com um dos participantes, da criação da APA do Rio Almada, ficamos sabendo que a mesma se deu, durante o Governo do Prefeito cassado Valderico Reis, foi unica e exclusivamente, visando receber ‘royaltes’ da Petrobrás, pela passagem do gasoduto Gasene.

Não tinha nada de ambiental na criação, talvez por isso ela esteja abandonada, verificando-se então, desmatamento e plantação de maconha.

Mas pode servir para alguma coisa, ficamos sabendo também, que a Natura do Guilherme Leal, mantém pesquisadores na área, talvez em breve tenhamos produtos com o famoso ‘óleo de copaíba‘.

Natura Cosméticos

Como a Natura agiu no Para, roubando a cultura indígena, pela qual responde processo, deve estar usando do mesmo artifício na nossa região.

Em breve, uma bomba com relação a construção do mega resort Warapurú em Itacaré.

CÂMARA DE VEREADORES DE ILHÉUS DISCUTE SEGURANÇA.

Plenário da CMI.

Nesta quarta-feira (30) a Câmara de Vereadores de Ilhéus discutirá dois importantes temas com o intuito de adiantar os trabalhos em virtude do recesso. Logo pela manhã a partir das 9h será realizada uma Audiência Pública para discutir o novo sistema de segurança pública implantado na cidade. O requerimento partiu do presidente do legislativo, vereador Jailson Nascimento, que em sessão realizada na Câmara criticou a forma como o novo sistema está sendo gerido em todo município.

A mesma Audiência Pública havia sido marcada para debater a Segurança Pública na cidade no dia 15 de junho, mas os oficiais do Comando da Polícia Militar do Estado da Bahia não puderam comparecer a Ilhéus por estarem com compromissos agendados em Salvador. A partir dessas circunstâncias a data foi remarcada. Na ocasião estiveram presentes lideres comunitários, sindicalistas, profissionais de imprensa.

A tarde será realizada a votação da Lei de Diretrizes Orçamentais (LDO) a partir das 16h marcando o recesso do Poder Legislativo ilheense. Tanto a Audiência Pública quanto a votação acontecerão no Plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus e são abertas ao público. “A idéia da Audiência Pública é debater o que está acontecendo e a partir daí tomar as devidas providencias em relação à segurança pública em Ilhéus. Já a votação da LDO é importantíssima por definir as questões relacionadas ao exercício financeiro do município.”, lembrou o vereador Jailson Nascimento.

DIA DE SÃO PEDRO, DIA DO PESCADOR.

Hoje, dia 29 de julho, comemora-se o Dia do Pescador. O Ministério da Pesca e Aquicultura promoveu nesse período diversas ações em todo país, reforçando a importância da atividade e do trabalho dos pescadores (as) brasileiros (as).


Na ultima terça-feira (22) em Maraú (BA) o Ministro da Pesca e Aquicultura Altemir Gregolin assinou convênios e entregou empreendimentos para estimular a produção e desenvolver o setor. Ao todo, mais de R$ 1 milhão e 67 mil foram liberados, contemplando aproximadamente 1200 famílias de pescadores e marisqueiras da região do Baixo Sul baiano.

Nos últimos seis anos, o Governo Federal tem feito esforços para consolidar uma política pesqueira para o Brasil que combine responsabilidade ambiental, reconhecimento dos direitos, articulação sustentável, mapeamentos e investimentos sociais. O objetivo é contribuir para a superação da pobreza e das desigualdades sociais nas comunidades aquícolas e pesqueiras, pelo aprimoramento das capacidades locais de autogestão dos interesses coletivos qualificando a inserção do segmento nas cadeias produtivas do setor e uma gestão sustentável dos recursos.

E fato que existem muitas políticas públicas voltadas para o setor. É preciso, portanto, fortalecê-las e criar novos mecanismos que a tratem como uma questão de desenvolvimento, através da geração de trabalho e renda para um grande contingente de pessoas.

Vida longa aos trabalhadores e às trabalhadoras da pesca pelo seu dia e pela sua luta.

Luciana Mandelli

Superintendente Federal Ministério da Pesca e Aquicultura-BA.

ABRA O OLHO SECRETÁRIO.

Jorge Bahia

O Secretário de Finanças de Ilhéus, precisa circular mais perto do balcão de atendimento ao contribuinte.

Ele pode ser surpreendido com uma lambança de conseqüências imprevisíveis.

EMAIL QUE CIRCULA NA INTERNET.

 Eles fazem isso lá na Amazonia, e agora querem fazer no Sul da Bahia.

REPASSO com a certeza que devemos fazer isso.

Segue abaixo o relato de uma pessoa conhecida e séria, que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata- se de um Brasil que a gente não conhece.

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.

Para começar, o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense. Pra falar a verdade, acho que a proporção de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto, falta uma identidade com a terra.

Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, (e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro) ou a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.

Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando- se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.

Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800 km ) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena (Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados.

Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

Outro detalhe: americanos entram à hora que quiserem. Se você não tem uma autorização da FUNAI mas tem dos americanos então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem- se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas. É comum se encontrar por aqui americano tipo nerd com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas, pasme, se você quiser montar um empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí, camu-camu etc., medicinais ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar ‘royalties’ para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia…

:: LEIA MAIS »

PERGUNTA DIFÍCIL DE RESPONDER.

Dolares de Tio Sam

O Principe dono do mundo.

Se o Porto Sul e a exploração do minério, ao invés de serem explorados por paises em desenvolvimento, fossem explorados pelos paises do G7, paises desenvolvidos, haveria esta grita orquestrada contra o empreendimento?

A reportagem do Jornal O Liberal , lança luzes sobre este assunto, não mais como sonhos e devaneios de alguém, mas sim com investigação profunda de organismos oficiais de inteligência.

Precisamos discutir o assunto sob esta nova ótica.

AÉCIO, IRÔNICO, JOGA SERRA AOS LEÕES.

CRISE SÉRIA NA CAMPANHA DE SERRA, O DEIXA ISOLADO ATÉ NO PRÓPRIO PARTIDO.

Aécio X Serra.

“A autoridade de Serra vai prevalecer e ele vai conseguir construir a unidade em torno do seu nome e do vice que ele achar mais adequado”

Disparou Aécio, num claro lava as mãos, sem se dispor a ajudar o seu candidato à presidente envolto em grave crise com o DEM, seu principal aliado.

Parlamentares de peso no DEM, como o senador Demosthenes Torres e o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) , que defendem abertamente o rompimento da aliança com o PSDB.

A crise continua, com Serra e a cúpula do Partido mantendo a decisão de indicar o senador Álvaro Dias do PSDB como candidato à vice.

A crise reflete-se inclusive na imprensa que claramente torce por Serra, a exemplo do jornalista Ricardo Noblat, que em artigo, visivelmente sofrido, lamenta as besteiras sucessivas que Serra vem fazendo com sua centralização excessiva.

Na Bahia, chama atenção o absoluto silencio das lideranças do DEM sobre a crise. Parece até que é uma secção a parte do partido.
Paulo Souto, Aleluia, ACM Neto, todos calados.

Antonio do Carmo

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
junho 2010
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia