WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 6/abr/2010 . 20:16

SÓ COM A BAMIN ?

Rememorando desde o inicio, quando começaram as notícias sobre o Complexo Intermodal, pude analisar que o comportamento direcionado do ‘Gueto do Atraso’, é exclusivo contra a BAMIN – Bahia Mineração.

Não existe questionamentos contra a Infraero pelo novo aeroporto, nem a Valec pela FIOL.  É sempre contra a Bamin.

Isto me leva a algumas perguntas, tais como:

A Bamin prejudicou os negócios de alguém ou de alguns?

A Bamin não cedeu aos caprichos de alguém ou de alguns?

É uma guerra entre a mineração e a bio-pirataria?

Antes as argumentações eram ambientais, depois econômicas e agora as mais toscas possíveis, do tipo, um gringo que nunca veio ao Brasil.

Até a palhaçada de levar protesto contra o Porto Sul em Audiência Pública da Ferrovia de Integração Oeste – Leste. Com direito a falta de educação e inoportunismo.

Massa de manobra esperando o trem para o Porto Sul.

AS CHUVAS DO RIO DE JANEIRO, PODEM CHEGAR AQUI.

As ‘previsões’ do CPTEC-Inpe, segundo os meteogramas mostram isto.

AS DROGAS E A DEGRADAÇÃO DA VIDA.

Em boa hora o Governo está deslanchando esta campanha contra o crack, droga vagabunda que está destruindo rapidamente o tecido social mais carente das comunidades.

Outra droga que precisa ser combatida, esta mais elitista, são as da classe dos analgésicos potentes, sendo o carro chefe a Dolantina, popularmente conhecida como DOLA.

Este analgésico, vicia uma classe social mais esclarecida. (Michel Jackson).

Há poucos dias um rapaz da nossa sociedade, viciado em grau elevado, foi encontrado caido com a seringa ainda espetada na veia. Levado a uma clinica conseguiu se restabelecer e por conta própria saiu do tratamento.

Alucinado com a abstinência, chegou em casa agrediu a esposa, que coitada agora se refugia em casa de parentes e amigos, com medo do viciado alucinado.

Esse é um quadro triste de como as drogas estão degradando as vidas das pessoas, sem distinguir classes sociais.

CÁRITAS DIOCESANA.

Quem diria, hein? Ainda existe.

Não vejo nenhuma ação digna de registro desta instituição. Agora me vem com esta de discutir o Porto Sul.

Parece que somos bobos, que não enxergamos esta pantomima.

Com todo respeito ao Bispo Dom Mauro, é o bispo mais ausente desde Dom João Resende Costa, foi quando me entendi como gente. Dom Mauro nunca se inseriu nos problemas e debates da cidade, e agora vem querer patrocinar debate sobre o Porto Sul, a esta altura do campeonato.

Depois ficam de picuinha em outros blogs, dizendo que só vejo o lado negativo das coisas.

Eu vejo é a realidade nua e crua na minha frente, e sem ofensa, não tenho medo de falar.

DINHEIRO DO BNDES.

Trecho copiado do blog do Israel Nunes.

Atualmente, o BNDES oferece aos órgãos públicos as seguintes modalidades de financiamento:

Aquisição de bens e serviços

  • BNDES Finame – aquisição isolada de máquinas e equipamentos

  • BNDES Prosoft  – Comercialização – compra isolada de softwares e serviços associados

  • PROVIAS – contratação de operações de crédito para aquisição de máquinas e equipamentos novos destinados a intervenções em vias públicas, rodovias e estradas

Desenvolvimento social

Desenvolvimento urbano

Educação

  • BNDES Proescolar – programa de apoio à renovação e ampliação da frota de veículos de transporte escolar de alunos da educação básica da rede pública

  • Caminho da Escola – programa de apoio à renovação e ampliação da frota de veículos de transporte escolar de alunos da educação básica da rede pública, prioritariamente da zona rural

  • IES – programa de apoio à melhoria da qualidade do ensino das Instituições de Educação Superior

Gestão

  • BNDES PMAT – apoio ao fortalecimento da capacidade gerencial, normativa, operacional e tecnológica da administração pública municipal

  • PEF – apoio à viabilização das despesas de capital constantes do orçamento anual dos Estados e do Distrito Federal

  • PMAE – apoio ao fortalecimento da capacidade gerencial, normativa, operacional e tecnológica das administrações tributárias dos Estados.

PALAVRAS AO VENTO.

Parecem que são iguais, mas na realidade são bem diferentes, falo do coleguismo e do corporativismo.

O coleguismo, o companheirismo, a ajuda mútua dentro de uma organização ou instituição, é salutar e benéfica.

O corporativismo não, o corporativismo é doentio, é nefasto, leva um(a)  colega a encobrir o erro do(a) outro(a)  não importa a conseqüência.

O corporativismo pode levar um(a) profissional a perder a reputação, a carreira e o emprego.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2010
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia