WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 5/fev/2010 . 20:54

DIRETO DO POLÍTICOS DO SUL DA BAHIA.

A “EMENDA” DE ACM NETO

Publicado em (Geral) por Editor em 05/02/2010 . 10:05

Na manhã desta sexta-feira o deputado federal ACM Neto (DEM) e o Senador ACM Junior (DEM) estarão em Vitória da Conquista para anunciar uma emenda de R$ 40 milhões para a construção do aeroporto do município.
.
Os moradores de Vitória da Conquista têm que ficar atento com a liberação desta emenda, porque em 2006 ( ano eleitoral), o deputado ACM Neto esteve em Ilhéus e anunciou a liberação de uma emenda de R$ 20 milhões para a construção de uma ponte no município, até hoje essa emenda não foi liberada e a ponte foi uma utopia.
.
Só que em 2006 o neto de ACM conseguiu mais de sete mil votos no município, todavia depois da eleição não apareceu mais em Ilhéus.

DURA LEX SED LEX.

Hoje de tarde, tinha uma caçamba carregando entulho de uma obra, fechando o trânsito na Rua Dom Manoel de Paiva.

Agentes de Trânsito e Policiais compareceram ao local para resolver o imbroglio, até aí tudo bem.

Para não perderem a viagem, foram multando todos os carros que estavam em cima da calçada, tudo bem. Coisa que nunca fizeram.

Agora pergunto:

Multaram o carro da juíza?

Só pago a multa depois de satisfeita a minha indagação.

CADA DIA UMA NOVA AGONIA.

Estou com os dedos coçando, com vontade de teclar sobre a tal Reforma Administrativa.

Mas a danada teima em não terminar.

O sarrafo está encostado atrás da porta.

Não sei se já está na hora de mandar envernizar.

SOLUÇÃO PARA A SAÚDE PÚBLICA.

Penso que o ideal para solucionar os graves problemas que Ilhéus enfrenta com a Saúde Pública, seria o alinhamento político de todos órgãos que atuam no seguimento.

Assim teríamos todos pensando e agindo em um só sentido, ou seja fazer Política de Saúde Pública, ao invés de Política com a Saúde Pública.

CREDIBILIDADE.

O vizinho município de UNA, já pode fazer licenciamento ambiental de impacto local.

Ilhéus não pode.

Será que os ambientalistas de UNA tem mais credibilidade do que os ambientalistas de ILHÉUS ?

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL? SEI !

Vai vendo, vai vendo. Clique aqui.

PEDIDO DE LICENÇA DE LOCALIZAÇÃO.

A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuaria – INFRAERO, CNPJ 00.352.294/0001-10, torna público que está requerendo ao Instituto de Meio Ambientes – IMA a Licença de Localização – LL para construção do novo Aeroporto de Ilhéus, em Ilhéus-Ba, localizado no Km 13 da Rodovia Ba 001 – Rodovia Ilhéus – Itacaré.

Mauro Cauville

Superintendente de Meio Ambiente.

Só falta agora os inimigos de Ilhéus tentarem embargar o licenciamento.

OPERAÇÃO FURA FILA.

Chegou ao meu conhecimento, que existe um esquema de fura fila na Regulação do SUS.

Inclusive com os nomes de alguns ‘operadores’.

Vamos apurar, se for verdade, vou jogar no ventilador.

Chega do ‘povão’ sofrer para obter o que lhe é de direito.

INFORMANDO SOBRE A REGULAÇÃO DO SUS.

Veja tudo no Portal Sisreg.

REGULAÇÃO NO SUS

Por que a regulação é importante para garantir o acesso aos serviços de saúde:

  • as vagas hospitalares costumam ser preenchidas sem considerar a gravidade do estado de saúde do paciente;
  • profissionais de saúde reservam leitos com base na influência pessoal;
  • estabelecimentos de saúde passam a recusar pacientes do SUS repentinamente;
  • municípios de referência recebem pacientes de outros municípios, comprometendo o seu orçamento e a capacidade de atender sua própria população;
  • os serviços de marcação de consultas e exames são ineficientes para atender a demanda;
  • a população sobrecarrega os serviços de atendimento dos prontos-socorros com casos não urgentes, em virtude das dificuldades de acesso ao sistema de saúde;

  • os pacientes são encaminhados de modo assistemático.

A REGULAÇÃO DO SUS EM ILHÉUS.

É bom que o novo Coordenador da Regulação do SUS em Ilhéus, atente para alguns procedimentos poucos recomendáveis que estão em prática no órgão.

Acabar com o esquema de privilegiar determinadas Clínicas e Hospitais que não atendem a população, deixando o ‘povão’ se lascando na porta do Hospital Regional.

Acabar com consultas marcadas por vereador, tipo, marquei uma consulta com o vereador fulano de tal, e ser atendido na hora na Policlínica da Conquista.

Não adianta espernearem nem tentarem desmentir, sei tudinho o que acontece nos meandros da Regulação.

SAIBA COMO FUNCIONA.

REGULAÇÃO NO SUS

REGULAÇÃO ASSISTENCIAL

Regulação é a introdução de mecanismos de ordenação das práticas de assistência no SUS.

A regulação compreende a concepção que institui ao poder público o desenvolvimento de sua capacidade sistemática em responder às demandas de saúde em seus diferentes níveis e etapas do processo assistencial.

Trata-se de um instrumento ordenador, orientador e definidor da atenção à saúde, fazendo-o de forma rápida, qualificada e integrada, com base no interesse social e coletivo.

São objetivos da regulação:

  • oferecer a melhor alternativa assistencial para a demanda do usuário, considerando a disponibilidade assistencial;

  • organizar e garantir o acesso da população a ações e serviços em tempo oportuno, de forma ordenada e eqüânime;

  • organizar a oferta de ações e serviços de saúde e adequá-las às necessidades demandadas pela população;

  • otimizar a utilização dos recursos disponíveis;

  • fornecer subsídios aos processos de planejamento, controle e avaliação;

  • fornecer subsídios para o processo de programação pactuada e integrada (PPI).

Para que esses objetivos sejam alcançados, é importante que algumas ações sejam empreendidas antes do processo de regulação propriamente dito, que são:

  • a definição da estratégia de regionalização, visando garantir uma rede assistencial regionalizada e hierarquizada, através do Plano Diretor de Regionalização (PDR) e da Programação Pactuada e Integrada (PPI);
  • definição das interfaces da regulação com planejamento, programação, controle e avaliação, através do Plano Diretor de Controle, Regulação e Avaliação (PDCRA);

  • a avaliação das necessidade de saúde, planejamento e programação, englobando aspectos epidemiológicos e logísticos, tais como recursos humanos, materiais, financeiros e informacionais, necessários às áreas administrativa e assistencial, para que sejam atendidas as necessidades da população.
  • delegação de autoridade ao agente regulador para exercer a responsabilidade sobre a regulação, com base em protocolos clínicos e operacionais.

ORGANIZAÇÃO DA REGULAÇÃO DO SUS. Portal Sisreg.

REORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA

A regulação é realizada pelo responsável pela gestão dos serviços, reforçando o princípio do comando único.

Os municípios em Gestão Plena do Sistema Municipal têm sob sua responsabilidade a regulação de todos os serviços localizados em seu território. Nos demais municípios, é de responsabilidade do gestor estadual a regulação dos serviços de média e alta complexidade.

Processo de Reorganização da Assistência
Etapas do processo de reorganização da assistência segundo a NOAS-01/2002.

Referências intermunicipais

A regulação das referências intermunicipais será subsidiada pelo processo de Programação Pactuada e Integrada (PPI) e pelo Plano Diretor de Regionalização (PDR).

É coordenada pelo gestor estadual, de forma a reforçar e acompanhar o cumprimento das metas pactuadas e a organização da rede assistencial, com o objetivo de garantir o acesso equânime e ordenado.

Através da regulação, são monitorados pontos de desajuste sistemático entre a demanda efetiva dos usuários e a oferta pactuada entre os gestores municipais, retroalimentando a PPI e fornecendo subsídios para a elaboração do Plano Diretor de Investimento (PDI).

São geradas informações sobre a produção de serviços e a procedência dos usuários, permitindo monitorar o cumprimento dos termos de garantia de acesso.

Prestadores de serviço

A regulação implica no estabelecimento de regras claras de obrigações e deveres, que se fortalecem através da assinatura de contratos de prestação de serviços, criando mecanismos de responsabilização e se adequando à legislação vigente em relação à compra de serviços por parte do poder público.

O processo de compra de serviços na rede privada deve se pautar pelo interesse público e pelas necessidades assistenciais.

Aos prestadores cabe disponibilizar agendas e leitos para as Centrais de Regulação, garantir o acesso conforme a pactuação, alimentar os sistemas de informação que ficarem sob sua responsabilidade, detectar pontos de desajuste sistemático entre a demanda dos usuários e o contratado.

Em relação à logística do complexo regulador, é preciso:

– integrar os sistemas de informação existentes, as centrais de marcação de consultas e exames especializados, centrais de internação, centrais de regulação de alta complexidade e câmaras de compensação;

– manter cadastro atualizado dos estabelecimentos e profissionais de saúde, estabelecer protocolos clínicos e operacionais de forma pactuada entre os atores da assistência à saúde;

– ter clara a dimensão da necessidade de recursos humanos, de equipamentos e material de consumo, de tecnologia, de recursos financeiros para que as necessidades da população da área regulada sejam atendidas.

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2010
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia