WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 29/jan/2010 . 22:56

O DISCURSO DE LULA EM DAVOS (Lido por Celso Amorim)

“Minhas senhoras e meus senhores,

Em primeiro lugar, agradeço o prêmio “Estadista Global” que vocês
estão me concedendo. Nos últimos meses, tenho recebido alguns dos
prêmios e títulos mais importantes da minha vida. Com toda
sinceridade, sei que não é exatamente a mim que estão premiando – mas
ao Brasil e ao esforço do povo brasileiro. Isso me deixa ainda mais
feliz e honrado. Recebo este prêmio, portanto, em nome do Brasil e do
povo do meu país. Este prêmio nos alegra, mas, especialmente, nos
alerta para a grande responsabilidade que temos.

:: LEIA MAIS »

PESQUISA VOX POPULI.

Eis os números: no primeiro cenário, José Serra, do PSDB, aparece com 34% das intenções de voto.

Em seguida, Dilma Rousseff, do PT, aparece
com 27%.

Ciro Gomes, do PSB, é o terceiro colocado, com 11.

E a candidata do PV, Marina Silva, com 6%.

COMBINAÇÕES.

combinaçõesLeio, escuto, aqui e ali, varias combinações eleitorais.

Fulano fechou com sicrano, beltrano vai apoiar fulano.

Eu pergunto:

Já combinaram com o eleitor?

SEM CARNAVAL E SEM CHORORÔ, POR FAVOR !!!

GOVERNO REEMBOLSARÁ MUNICÍPIOS


As cidades brasileiras que sofreram cortes financeiros, do Fundo de Participação Municipal (FPM) de 2009, em relação a 2008, poderão respirar mais aliviadamente. O governo federal anunciou a liberação de R$ 516,6 milhões como forma de recomposição do desfalque. Porém a Associação Brasileira dos Municípios ainda se preocupa com a folha do FPM de 2010, que já apresenta quedas em relação ao ano passado.

CONSELHOS DOS MAIS VELHOS.

EpifaniaJá dizia Dona Epifânia, no alto dos seus 91 anos:

Meu filho, manda no Banco quem tem dinheiro, e na Política quem tem voto.

NO CALÇADÃO, SABE-SE DE TUDO.

Fiquei sabendo que a demora para a reforma proposta pelo Prefeito Newton Lima, deve-se a intromissão constante do Chefe de Gabinete Jorge Bahia.

Ele também quer chefiar a cabeça do Prefeito, dando opiniões em quase todas as articulações, até posto para fora de uma reunião, já aconteceu.

Coitado, nunca teve um voto na vida.

FORMATURA FTC.

CAPA DIREITO FTC 2009 2

A turma de Direito da FTC Itabuna, que se forma em fevereiro, homenageia o Tribunal de Justiça da Bahia, o mais antigo das Américas, instalado há 400 anos em Salvador. O convite da turma, elaborado pela Formandu`s, empresa responsável pela organização da formatura, foi  concebido em torno da história do TJB, desde sua implantação até os dias atuais, com fotos do tribunal e de juristas de destaque, a exemplo de Ruy Barbosa.

Ao longo de quatro séculos de existência, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, se consolidou como uma das mais sólidas, tradicionais e respeitáveis instituições do Judiciário Brasileiro, um símbolo da Justiça, motivo de admiração de todos os profissionais de Direito e de orgulho de todos os baianos. “Trata-se de uma homenagem justa, a uma instituição que é exemplo para todos aqueles que escolheram a prática do Direito como profissão e  motivação de vida”, destaca Elisabete Soares, integrante da Comissão de Formatura.

O convite traz fotos da antiga e da nova sede do tribunal e relembra os momentos mais marcantes da instituição ao longo da quatro séculos. O projeto de concepção foi aprovado pelo TJBA, que cedeu seu acervo fotográfico para a elaboração do convite. A formatura da terceira turma de Direito da FTC Itabuna acontece no próximo dia 20 de fevereiro, no Centro de Convenções de Ilhéus.

FERREIRA VOLTA AO COLO COLO.

ferreiraEle não é um grande técnico de renome, porém é disciplinador sem ser autoritário.

Tem plenas condições de ‘fechar’ o grupo, pois o seu forte é o planejamento.

Tomara que a diretoria o deixe trabalhar em paz.

VALEU, MAS NEM TANTO.

As explicações dadas no post abaixo, valem como uma pequena prestação de contas.

A Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial de um Estado da grandiosidade da Bahia, poderia ser mais ousada e menos escorregadia em suas ações.

O que não tem perdão, é fazer um stand em Itabuna quando o Porto Sul é em Ilhéus, sem bairrismo, a nossa querida cidade sente o desprestígio e o abandono, e a população fica sem conhecer a exposição do PORTO SUL.

COMENTÁRIO IMPORTANTE VEM PARA A CAPA DO BLOG.

Caro amigo blogueiro,
O temor do Secretário James Correia nada tem a ver com a atual gestão da SUDIC – na qual me incluo – e sim com as anteriores. Tanto assim é, que fora realizada auditoria, cujo resultado encaminhou-se ao Ministério Público.
Quanto às ações da SUDIC, acredito que o nobre companheiro deva ter recebido informações falsas, pois não somente Itororó será beneficiada com a requalificação da sua Central de Abastecimento. Cidades outras também o serão, tais como Itacaré, Ibicaraí, Gandu e, inclusive nossa querida cidade.
Ainda demonstrando as ações da SUDIC nesta gestão, temos as manutenções dos 13 distritos industriais da Bahia, inclusive o de Ilhéus. Para confirmar essa informação, basta procurar nossa gerente regional Socorro Pastor ou dar uma voltinha pelo distrito e verá homenes trabalhando.
Some-se a isso, os estudos para implantação do Pólo Naval e Porto Sul que estão cometidos à SUDIC em parceria com a Secretaria Extraordinária dos Portos, atração e implantação de novas indústrias, etc.
Outro projeto tocado por esta autarquia são as indústrias cidadãs que se encontravam paradas e hoje retomamos (Itapitanga, Boa Nova, Tapiramutá e Wanderley). Essas são só o reinício.
Alinhe-se a isso, a recuperação da autoestima dos servidores. Atendimento a anseios que não vinham sendo atendidos. Exemplo: reabertura do restaurante, ônibus novos para transportar os servidores, equiparação salarial que não existia, já que a SUDIC é o resultado da fusão de três outros órgãos extintos.
Portanto, dentro do que é responsabilidade da SUDIC, o trabalho vem sendo feito a contento, mesmo com as limitações financeiras impostas a esta autarqui.
Acaso queira mais informações, estarei disposto a prestá-las, ainda mais considerando que sou advogado (espero que ainda seja) da confraria dos blogueiros.
Um fraterno abraço
Fernando Hughes

LEIA COM CALMA E ATENÇÃO.



César Borges: licitação no Porto de Aratu pode estar viciada (18/04/06)

O senador César Borges (PFL-BA) alertou nesta terça-feira (18) para a possibilidade de vício na licitação destinada à construção de um terminal de grãos no Porto de Aratu, no litoral baiano. Considerado pelo parlamentar como fundamental para o escoamento da produção proveniente do oeste do estado (região de Barreiras), o terminal estaria sendo dirigido aos interesses da empresa Bunge Alimentos, a única a conseguir atender à exigência de capital mínimo prevista no edital.

– Não resta dúvida de que essa situação acarretará sérios prejuízos aos produtores baianos, que estarão cada vez mais submetidos às condições de negociação impostas pela Bunge – disse o senador.

Borges iniciou seu discurso citando indicadores do grande crescimento do agronegócio baiano, especialmente no que se refere ao cultivo de grãos. A safra do estado teve um crescimento de 4,4% no ano passado, alcançando 5,5 milhões de toneladas, uma marca recorde. No mesmo período, a safra brasileira como um todo cresceu 5,2%. De acordo com César Borges, nos últimos dez anos, a produção do estado cresceu 150% e hoje equivale a 25% das exportações baianas.

No entanto, graves problemas de infra-estrutura estão prejudicando o transporte das safras. O representante baiano referiu-se à falta de reparos na rodovia BR 242, mas destacou a questão portuária, observando que o porto de Ilhéus não tem capacidade nem estrutura adequada para a tarefa. Resta a baía de Aratu, onde a Companhia de Docas do Estado da Bahia (Codeba) realizou a licitação sob suspeita

Na manhã desta terça-feira, a Comissão de Serviços de Infra-estrutura aprovou requerimento para que sejam ouvidos, em audiência pública, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Oliveira Passos, e o diretor presidente da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), Geraldo Simões.

Em seu pronunciamento, o senador referiu-se ainda às dificuldades financeiras enfrentadas pelos produtores, como o alto endividamento, que o governo estaria se recusando a renegociar; a falta de financiamento; e a queda na renda provocada pela desvalorização do dólar e dos preços das principais commodities agrícolas, como a soja.

Nelson Oliveira / Repórter da Agência Senado


Senado vai investigar contrato da Codeba (18/04/06)

Através de requerimento do senador César Borges (PFL-BA) aprovado hoje (18) na Comissão de Infra-Estrutura, o Senado decidiu investigar, em audiência pública, a licitação da Companhia Docas da Bahia (Codeba) que premiou a multinacional Bunge Alimentos com a concessão de um terminal de grãos no Porto de Aratu. De acordo com o senador, além de danosa para a economia baiana, há suspeitas de direcionamento na concorrência.

A decisão da Codeba gerou controvérsia com produtores de grãos e outras empresas interessadas na concorrência que beneficiou a Bunge Alimentos, mas foi bancada pelo então presidente da entidade, o ex-prefeito de Itabuna, Geraldo Simões (PT), que se afastou do cargo para concorrer às eleições de outubro. De acordo com o senador César Borges, o edital montado pela Codeba “foi claramente direcionado a favor da Bunge”.

O senador César Borges teme que a concessão de um terminal de grãos vá aumentar o controle da Bunge Alimentos sobre a cadeia produtiva da soja, permitindo que ela imponha suas condições de negociação aos produtores baianos. Além disso, outros compradores de soja também deixarão de exportar por Aratu. “A Bunge atua como financiador, adquirente, transportador e, pelo resultado da licitação, controlará também o transporte marítimo”, afirmou.

De acordo com o requerimento, serão convidados para o debate o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Oliveira Passos; um representante da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq); o sucessor de Geraldo Simões na presidência da Codeba; o presidente do Sindicato Rural de Luis Eduardo Magalhães, Vamir Koll; e o presidente da Associação dos Irrigantes do Oeste da Bahia (Aiba), Humberto Santa Cruz.

Em discurso no qual informou ao plenário a aprovação do requerimento, o senador relatou algumas irregularidades. A licitação, por exemplo, foi iniciada sem a aprovação da Diretoria Executiva da Codeba e à revelia do Conselho de Autoridade Portuária – CAP; a Bunge Alimentos foi a única empresa habilitada, graças às exigências do edital; e a Codeba realizou o processo sem apresentar sequer projeto básico executivo ou licença ambiental.

Para o senador, houve infração à ordem econômica do país, de acordo com a lei 8.884/1994. Isto ocorre, quando uma empresa “controla parcela substancial de mercado relevante, como fornecedor, intermediário, adquirente ou financiador de um produto, serviço ou tecnologia a ele relativa”. Para César, a Codeba decidiu contra o Oeste baiano, que responde por 85% da produção de grãos no estado, que por sua vez detém 5% da produção brasileira.

César Borges disse que há reação em outros estados contra as tentativas da Bunge Alimentos para controlar a cadeia produtiva da soja. Foi o caso, lembrou, de audiência realizada a pedido do senador Delcídio Amaral (PT-MS) para investigar as ações da Bunge Alimentos para controlar ferrovias que levam a soja do Mato Grosso do Sul ao Porto de Santos, novamente impondo aos produtores e demais concorrentes o controle do mercado.


Ministro será convidado a debater licitação para terminal do porto de Aratu (18/04/06)

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Oliveira Passos, e o diretor presidente da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), Geraldo Simões, serão convidados a debater, em audiência pública na Comissão de Serviços de Infra-estrutura, licitação feita pela Codeba para a construção de terminal de grãos no porto de Aratu (BA). Ao requerer a audiência pública, o senador César Borges (PFL-BA) afirmou que, na licitação, há fortes indícios de favorecimento da multinacional Bunge Alimentos.

Essa empresa foi a única que conseguiu atender à exigência de capital mínimo prevista no edital de licitação, informou César Borges. “A Bunge Alimentos atua como financiadora, adquirente, transportadora e, pelo resultado da licitação, controlará também o transporte marítimo de soja e seus derivados” afirmou César Borges, na justificativa do requerimento.

Tal situação pode representar infração à ordem econômica, segundo o senador. De acordo com a lei, disse César Borges, isso ocorre quando uma empresa ou grupo de empresas controla parcela substancial de mercado relevante, como fornecedor, intermediário, adquirente ou financiador de um produto, serviço ou tecnologia a ele relativa.

– Isso poderá acarretar sérios prejuízos aos produtores baianos que estarão cada vez mais submetidos às condições de negociação impostas pela empresa Bunge Alimentos – declarou César Borges.

Ainda de acordo com o senador, há também questionamentos acerca da viabilidade de movimentação de produtos alimentícios em área muito próxima à utilizada para movimentação de produtos petroquímicos, como no caso do porto de Aratu.

Também serão convidados para o debate um representante da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o presidente da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Humberto Santa Cruz Filho, e o presidente do Sindicato Rural do município de Luis Eduardo Magalhães, Vamir Koll.

Geraldo Sobreira / Repórter da Agência Senado

TAMBÉM ESTOU ESPERANDO….

…mas é o resultado da apuração do que houve na Bahia Pesca , na gestão passada.

Será que vai cair a máscara de um político negocista e plantador de boatos?

O Governador só atura ele por perto quando não tem jeito, geralmente em solenidades oficiais, aí não tem maneira de escapar da incomoda presença.

Tráfico de influência é igual ou pior do que tráfico de drogas, usar do mandato para orquestrar negociatas prejudica toda a população, os cofres públicos e não só os viciados.

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2010
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia